segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

O que será do recenseamento eleitoral: vai ou não ser prolongado para mais dois meses

Sendo já um dado consumado de que as eleições não são 16 de março, a questão do momento é saber para quanto tempo é que vai ser alargado o processo do recenseamento eleitoral. 15 ou dois meses. O ritmo mostra claro que, se forem dois meses, vai ser impossível concluir o numero previsto. Há quem fala em mais um mês para que as eleições tenham lugar em maio.

Embarque dos Sírios: Polémica entre o PGR e o Ministro do Interior

O PGR instaurou processo disciplinar ao Director Nacional da PJ por não ter detido o ministro do Interior. O Director Nacional, Armando Na Montche emitiu um comunicado a negar que tenha recebido alguma instrução para deter o ministro demissionário e suspeito de forçar o embarque. O PGR, ABdú Mané voltou a carga e disse que pessoalmente falou com Na Montche para deter o ministro. Na Montche ainda não reagiu. O Ministro do Interior através do seu advogado, prometeu que vai processar o PGR por difamação.

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Ministro da educação considera o pacto de estabilidade na educação como sendo um documento para fazer da educação uma realidade na Guiné-Bissau

Luís Nancassa só quer que o pacto ajude a minimizar todas as situações precárias que os professores assistem. O Banco Mundial vai começar a pagar o salário dos professores a partir de Janeiro de 2014. mas os professores querem que o Governo passe a pagar os atrasados. O PR também acha o mesmo.

Em Portugal 'Nando Vaz acusa Cavaco de ter sido «infantil» na reação a incidente com avião da TAP

O ministro de Estado e da Presidência da Guiné-Bissau, Fernando Vaz, revelou, em entrevista à TSF, que o incidente com o embarque de mais de 70 refugiados sírios foi politizado por Lisboa, e que até Cavaco Silva teve uma reação exagerada.
«O sr. presidente da República, sem fiabilidade das fontes, aparece publicamente a fazer uma declaração tendo como suporte as falácias e calúnias em relação à Guiné. Não estava à espera, pela sua experiência política, foi extremamente infantil esse posicionamento, foi muito triste o que aconteceu», considerou.
Fernando Vaz considerou que há fragilidades no processo de embarque da TAP em Bissau mas disse que «há culpas partilhadas neste incidente».
O ministro falou também numa vertente política: segundo Fernando Vaz, este incidente foi «oportuno» para Portugal apoiar o antigo primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Carlos Gomes Júnior, deposto em 2012. «Portugal apoiou sempre o ex-PM e não reconhece o atual governo de transição, onde o partido do ex-PM, o PAIGC, tem cinco ministros. Portugal continua a insistir em apoiar o ex-PM», disse.


Entretanto a TAP suspendeu a sua operação normal para a Guiné-Bissau na sequência do embarque forçado no aeroporto de Bissau de 74 passageiros com documentação falsa no passado dia 10 de dezembro. Nem voos diretos nem voos através do Senegal. A TAP vai deixar de fazer, a partir de segunda-feira, qualquer ligação para a Guiné-Bissau. Tendo em conta o período do ano desta ocorrência, a companhia aérea decidiu promover temporariamente voos extraordinários entre Lisboa e Dacar, fretando um avião à Senegal Airlines para transportar os passageiros entre a capital do Senegal e Bissau.

Porém, o contrato com a companhia senegalesa termina com a realização do voo que parte de Lisboa na próxima 2ª feira, 30 de Dezembro, regressando na manhã de terça-feira. Os passageiros com reservas Lisboa/Bissau/Lisboa para além do dia 1 de janeiro serão contactados oportunamente pelos serviços da TAP.

A realização, no futuro, de voos da TAP entre Lisboa e Bissau será reavaliada quando existirem garantias que permitam a realização de voos em condições normais de segurança. Foi no dia 10 que o ministro guineense do interior exigiu o embarque de 74 passageiros sírios com documentação falsa.

Nhamadjo só vai demitir os ministros Delfim e Suka N'Tchamá "se o PM aceitar"

O presidente de transição da Guiné-Bissau, Serifo Nhamadjo, afirmou, que espera pela decisão do primeiro-ministro para tomar uma posição sobre o pedido de demissão de dois ministros, na sequência do embarque forçado de sírios num avião da TAP.
Recorde-se que na semana passada, os ministros dos Negócios Estrangeiros, Delfim da Silva, e do Interior, António Suca Ntchama, colocaram os seus lugares à disposição, porém até ao momento ainda não foi tomada nenhuma decisão.
«O Governo é dirigido por um primeiro-ministro e consequentemente será ele a enviar ao presidente as propostas de substituição ou não dos ministros demissionários», declarou Nhamadjo, à margem das cerimónias da entrega oficial das novas instalações do Instituto Nacional de Saúde, construídas pela China.

Ministério Público diz que há dualidade ética da PJ ao não deter Suka N’Tchamá


Na nota em que abordou o assunto, o Ministério Público garantiu que o Director-Geral da PJ, Armando Na Montche será instaurado processo-crime, por não colaborar na detenção do ministro. Diz que os despachos para detenção do ministro têm fundamento e devia ser executado.

Professores e Governo assinam acordo: Docentes pedem o cumprimento para que o ensino tenha paz

Os docentes estão cépticos com o acordo assinado com o Governo para garantir a paz até o final do ano lectivo corrente. Depois da cerimónia apadrinhada pelo Presidente da República, os professores acham que o acordo pode ser mais-valia se for cumprido. Os professores pedem mesmo vergonha ao Governo para cumprir.

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Ponto final no caso dos sírios: Militares vão dar cara e ninguém os denunciará

O recente episódio que envolveu o ministro do Interior, tarda em ter resposta. Depois de ter sido tão propalada a sua detenção que não aconteceu supostamente por interferências, a verdade é que o caso está em via de morrer. Os militares vão dar cara para proteger Ntchamá, e ninguém os denunciará.

Afinal o Governo só pagou um mês de salários

E os militares enganaram os Polícias que não iriam receber. os polícias mandaram devolver o dinheiro. Na mesma tarde, os militares receberam. Só no dia 24 é que os polícias 'alguns' receberam. Tiveram medo de chamar mentirosos aos militares, só que ficaram bastante prejudicados.

Reunião para avaliar o recenseamento: O recenseamento eleitoral pode ser alargado mais 30 dias dias

Hoje todos reuniram, mas a conclusão chegada é que, para que se recenseie o mínimo necessário, são necessários dois meses.
 Um mês quase depois do início dos trabalhos, o GTAPE ainda não recenseou sequer metade da previsão. O ministro do Território (entidade responsável pelo recenseamento) disse ao Fórum RTP África que tem fé e gosta de trabalhar em dificuldades, mas não passa mesmo disso. O resto, nada.

Possibilidade de CEDEAO reforçar a sua presença na guiné-Bissau ganha força

Em janeiro vai haver reunião da CEDEAO e a União Africana vai apresentar a proposta. Como resposta a proposta, serão acrescentado os países da CEDEAO que ainda não integram a missão como Togo, Guiné-Conacri e eventualmente Ghana. O país vai ter no mínimo 2 mil militares da CEDEAO.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Governo apresentou relatório da Comissão de Inquérito sobre os sírios

Poucas novidades, poucos factos. primeiro, a Comissão constatou que ninguém foi coagido; segundo, admitiram que há uma rede internacional que utiliza o aeroporto Osvaldo Vieira; terceiro, um marroquino na rede; quarto não consta nada de Calido (o empresário). Depois não há precisão de o ministro do Interior agiu em nome do Governo; Interviu para que os sírios fossem levados para Portugal, por questões de segurança; há um Chefe de Escala em Portugal que autorizou que os sírios fossem levados para o assunto fosse depois tratado lá. Portanto, Portugal também tem responsabilidades. Está simplesmente vazio.

PRS unido quer união dos guineenses

Foi a mensagem que o PRS passou em Gandoa porto. Terra Natal de Malam Bacai Sanhá onde muitos aderiram ao PRS. Alberto Nambeia, presidente disse não ao tribalismo. A juventude local lhe acolheu e pediram apoios para que o partido possa vencer. Florentino Mendes Pereira, Secretário-Geral do Partido falou sobre o processo e disse que estão inteirados das preocupações existentes. Ajudar ultrapassar outras, outras, vão confrontar GTAPE.

GTAPE volta a complicar as contas e garantir novamente

Um Comunicado do GTAPE complicou quase todas as contas. O documento refere que as coisas estão bem, mas depois diz que, 800 mil não passam de estimativas. O PAIGC já disse publicamente que em 20 dias, apenas 150 mil eleitores foram recenseados.

Nigéria ofereceu 30 kits e aumentou para 153 e menos alguns com avarias

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Rui Barros disse na cerimónia da recepção de 30 kits ofertados pela República Federativa da Nigéria que as capacidades vão ficar mais reforçadas e cada cidadão vai poder exercer o seu direito. O ministro, Batista Té também falou e afirmou que o gesto da Nigéria é prova de que o país quer organizar as eleições. Nigéria vai apoiar com técnicos, igualmente. O embaixador da Nigéria disse que estão muito preocupados com a situação dos irmãos guineenses. Vão dar mais 300 kits.

Piloto trancou-se no cockpit antes de queda de avião da LAM

O comandante da aeronave das Linhas Aéreas Moçambicanas (LAM) que se despenhou na Namíbia fechou-se no cockpit momentos antes de precipitar a aeronave contra o chão.
Os dados foram revelados pelo chefe do Instituto Moçambicano de Aviação Civil, João Abreu, em conferência de imprensa: «É possível ouvir sinais de alarme de intensidades diversas, pancadas contra a porta do cockpit e pedidos para poder entrar lá dentro.»
As informações foram recolhidas após análise às caixas negras do avião. Foi essa análise que permitiu concluir que o comandante tinha a intenção de fazer cair o avião do voo TM 470.
«As razões para esse ato são desconhecidas e as investigações vão continuar», assegurou João Abreu, que explicou que o comandante ignorou todos os sinais de alarme, fechou-se no cockpit após o copiloto se ter ausentado e não o voltou a deixar a entrar. A aeronave despenhou-se na Namíbia após ter descolado de Maputo, tendo Luanda como destino. Trinta e três pessoas morreram no acidente.

Piloto trancou-se no cockpit antes de queda de avião da LAM

O comandante da aeronave das Linhas Aéreas Moçambicanas (LAM) que se despenhou na Namíbia fechou-se no cockpit momentos antes de precipitar a aeronave contra o chão.
Os dados foram revelados pelo chefe do Instituto Moçambicano de Aviação Civil, João Abreu, em conferência de imprensa: «É possível ouvir sinais de alarme de intensidades diversas, pancadas contra a porta do cockpit e pedidos para poder entrar lá dentro.»
As informações foram recolhidas após análise às caixas negras do avião. Foi essa análise que permitiu concluir que o comandante tinha a intenção de fazer cair o avião do voo TM 470.
«As razões para esse ato são desconhecidas e as investigações vão continuar», assegurou João Abreu, que explicou que o comandante ignorou todos os sinais de alarme, fechou-se no cockpit após o copiloto se ter ausentado e não o voltou a deixar a entrar. A aeronave despenhou-se na Namíbia após ter descolado de Maputo, tendo Luanda como destino. Trinta e três pessoas morreram no acidente.

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Primeiras consequências de mandar pessoas em aviões para terra dos outros: SEF lança alerta sobre desaparecimento de 10 sírios



O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Portugal enviou na quinta-feira um alerta na sequência da saída das instituições onde estavam instalados 10 dos 74 sírios que chegaram da Guiné-Bissau.
O alerta foi enviado para os Centros de Cooperação Policial e Aduaneira, pedindo uma fiscalização aos autocarros com procedência de Lisboa e destino à França e Alemanha, segundo avança esta sexta-feira o jornal i.
A medida foi tomada na sequência da saída de 10 sírios (cinco adultos e cinco crianças), que estavam instalados na colónia balnear O Século e noutra instituição na Parede desde a sua chegada a Portugal a partir da Guiné-Bissau.
Em declarações ao jornal i, o SEF confirmou que dez elementos do grupo de refugiados abandonaram as instituições, mas esclareceu tratar-se de uma situação normal e não de uma fuga.
«Já foram todos ouvidos no âmbito da instrução dos respetivos processos de asilo», explicou, acrescentando que também já foram confirmadas as identidades dos cinco adultos e das cinco crianças.
No dia 10 de dezembro, 74 sírios com passaportes falsos foram embarcados em Bissau num avião da TAP para Lisboa, num caso que provocou o cancelamento dos voos diretos da transportadora aérea portuguesa para Bissau e ainda o pedido de demissão de dois ministros guineenses do Governo de transição.

1250 Polícias nas ruas para o natal seguro. Aquele que for detido hoje, só sai no dia 4 de janeiro de 2014

São medidas quase que extremas, mas com um único objectivo de tornar natal seguro. Qualquer citadino que cometer infracção até entrar na polícia, a partir de hoje, só sai no próximo ano. As forças de ECOMIB vão apoiar, os militares também. Armando Nhaga acredita que tudo vai correr bem no país. As patrulhas começaram de Pindjiguity à Bissalanca. Patrulhamento contínuo e contro a pé. Bor tem uma zona chamada praça de Alegria e vão ser vigiados. Muito vigiados.

Sindicatos suspenderam a greve e felicitaram os aderentes acusando o Governo estar de má-fé

Os sindicalistas acham que os serviços mínimos pretendidos com a greve foram atingidos. Os dois sindicatos de transportes foram agradecidos, porque permitiram que o impacto de greve atingir.
Repetiu a infeliz expressão de que o Governo não tem máquina de fabricar o dinheiro.
Filomeno Cabral desmentiu as afirmações em como o Governo não deve três meses. Citou muitos Ministérios em como é que devem apenas um mês. Disse que os membros do Conselho de Estado estão mal informados. Já têm um pré-aviso de greve assinado e preparado. falta apenas para entregar.

Conselho de Estado culpabilizou os ministros demissionários

Qualificou a atitude de simples precipitação que pode depois obstaculizar as investigações.

CNE muito céptico com o recenseamento e pedem reforçar das brigadas e homens com mais qualidade

O presidente da Comissão Nacional de Eleições não tem dúvidas que, com este ritmo, o recenseamento eleitoral não será capaz de inscrever todos. Augusto Mendes exortou assim aos responsáveis do GTAPE a deixarem mesas nos locais até quando recensear todos com capacidade eleitoral. Kits insuficientes - e recenseadores não são pagos. Hoje mesmo, saibanews, apurou que os recenseadores paralisaram os trabalhos, porque não sabem quanto é que deviam receber.
Há falta de combustível; algumas viaturas são precários; baixo nível técnico de alguns recenseadores.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Ausência dos transportes na greve tira peso a reivindicação

Nem a tão falhada afirmação da secretária de Estado em como o Governo não tem fábrica de dinheiro, pode agravar a situação. Tudo está leve. leve mesmo. Nin i ka parsi nan kuma greve. os sindicatos tardaram em perceber que, o peso da greve veio dos transportes.

GTAPE precisa de no mínimo 4 meses para recensear todos os guineenses com capacidade eleitoral

Os dados do PNUD são assustadores. Em 18 dias, num região muito perto de Bissau, GTAPE não recenseou mais de 6 mil eleitores. O ritmo... está muito lento.

Suca Ntchama colocou o lugar a disposição: Só isso

O ministro do Interior, António Suka N'Tchama, um dos suspeitos de pressionar os pilotos da TAP, colocou o lugar a disposição. Só isso. Não está garantido se vai sair ou não.

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Últimas de Império: Greve Geral e a viagem dos sírios em debate

Em debate entre os militares e políticos. Como sair da greve e quem ordenou a vinda dos sírios ao país. Desta vez, pode haver mais resultados da comissão de Inquérito, porque 'parsin omi garandi ka mati'. As primeiras decisões dessa reunião aponta para um pedido de desculpas formal a Portugal e Demissão de um dos dois ministros. Haverá mais desenvolvimento amanhã.

O que é que vai acontecer com tantas reuniões? Conseulho Superior da Defesa "Também" está reunido

O país está mesmo de tanga. Reunião ali, reunião acolá. No Ministério da Função Pública está reunido uma parte do Governo e os trabalhadores. Objectivo? negociações a volta da greve. No parlamento estão reunidos alguns partidos políticos e o ministro porta-voz do Governo: Objectivo? Revisão do Pacto e acordo Político. Na Presidência da república estão reunidos os militares, Presidente da república e o Presidente da Assembleia nacional Popular. Objectivo? Análise da actual situação política e social do país. O Presidente da ANP foi chamado nos últimos minutos e foi para Império à correr.

Hélder Vaz regressou para tentar reavivar RGB

O ex-Presidente da Resistência da Guiné-Bissau, Movimento Bafatá, Hélder Vaz, regressou ao país para preparar a sua candidatura à Presidência da República. Depois de 9 anos fora do país, Hélder Vaz chegou e ntrou logo pela porta em que saiu: RGB. O Partido fez um Congresso e indicou "elegeu" Hélder Vaz como presidente. No discurso da consagração, Hélder Vaz lamentou a ausência da RGB no cenário Político nacional. Segundo disse, a democracia está como está na Guiné-Bissau, porque a RGB ausentou-se. Pediu ás pessoas para fazerem comparação da actualidade em relação ao período em que o partido 'Galo Branco' está presente e chegou a conclusão que, com eles, "isto estava melhor".
O que é verdade, é que, Hélder Vaz, foi de resto o melhor parlamentar que alguma vez o país teve.

Delfim da Silva disse que decidiu deixar o Governo por não ser capaz de suportar tantos maus nomes contra a Guiné-Bissau

O pedido de demissão apresentado há seis dias pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, ainda não tem respostas, mas o mesmo já começou a explicar. Em declarações a imprensa, Fernando Delfim da Silva disse que o sucedido com Portugal, mancha e de que maneira a imagem do país. Mas o mais grave, na opinião do ministro, é o facto do sucedido se assemelhar ao tráfico humano. “Já vivemos muita coisa no país. Fomos acusados do tráfico de armas que depois deu numa guerra civil e provocou o naufrágio do país; Temos sido acusados de ser traficantes de droga. Um narco-Estado. Agora, entrar nisto que parece tráfico humano, já era insuportável”, disse o ministro a RTP África.

Delfim acrescentou ainda que decidiu abandonar, porque este caso atingiu e de que maneira a imagem do país, mas mais grave, é quando ele não tem controlo do seu Ministério. “Aconteceram coisas que ninguém sabe explicar. Vieram de Turquia para a Guiné-Bissau com passaportes sírios. De Bissau para Portugal levaram passaportes turcos. Como é que isso pode acontecer?”, exclamou o ministro.

Delfim da Silva disse que decidiu deixar o Governo por não ser capaz de suportar tantos maus nomes contra a Guiné-Bissau

O pedido de demissão apresentado há seis dias pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, ainda não tem respostas, mas o mesmo já começou a explicar. Em declarações a imprensa, Fernando Delfim da Silva disse que o sucedido com Portugal, mancha e de que maneira a imagem do país. Mas o mais grave, na opinião do ministro, é o facto do sucedido se assemelhar ao tráfico humano. “Já vivemos muita coisa no país. Fomos acusados do tráfico de armas que depois deu numa guerra civil e provocou o naufrágio do país; Temos sido acusados de ser traficantes de droga. Um narco-Estado. Agora, entrar nisto que parece tráfico humano, já era insuportável”, disse o ministro a RTP África.

Delfim acrescentou ainda que decidiu abandonar, porque este caso atingiu e de que maneira a imagem do país, mas mais grave, é quando ele não tem controlo do seu Ministério. “Aconteceram coisas que ninguém sabe explicar. Vieram de Turquia para a Guiné-Bissau com passaportes sírios. De Bissau para Portugal levaram passaportes turcos. Como é que isso pode acontecer?”, exclamou o ministro.

País está parado: Centrais sindicais tiveram solidariedade do Povo

É mais aderida greve de sempre na Guiné-Bissau. As centrais sindicais convocaram uma paralisação para exigir o pagamento de salários e retoma das reuniões do Conselho Permanente de Concertação Social, e o povo aderiu. A par dessas exigências, os motoristas pediram para que fosse juntado a greve o pedido de limitação do controlo descontrolado dos agentes  polícias trânsitos nas estradas, e os simples cidadãos exigiram que fosse anexado a questão do poder de compra que diminuiu drasticamente.

Benjamin Correia, presidente da Comissão de greve disse a imprensa no início da greve que, só o pagamento de 3 meses de salário pode levar a suspensão. Ontem em Bissau, não há circulação de viaturas de transportes o que provocou ausências em muitos serviços. Hoje há mais.

Polícia britânica divulgou novas informações sobre morte da princesa Diana


Foram concluídas as análises sobre o acidente de viação que ceifou a vida, a 31 de agosto de 1997, à princesa Diana, ao seu namorado Dodi Al-Fayed e ao motorista de ambos Henri Paul.

«Não há evidências credíveis que apoiem a tese de assassinato. A Scotland Yard recebeu no dia 16 de agosto de 2013 elementos sobre a morte da princesa Diana, de Dodi Al Fayed e Henri Paul. A polícia analisou estes dados para avaliar a sua pertinência e credibilidade. A análise está concluída», sustenta o subcomissário Mark Rowley, citado pela Sky News.

Desta forma, fica colocada de parte a tese que defendia que as forças especiais britânicas (SAS) estiveram envolvidas na morte da princesa Diana.

Trevor Rees-Jones foi o único sobrevivente da colisão.

As investigações realizadas, em conjunto, pela polícia francesa e britânica concluíram que o acidente foi causado pelo estado de embriaguez do motorista, que também dirigia em alta velocidade para escapar dos paparazzi.
23:23 - 16-12-2013

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Recenseamento eleitoral: Deputados vão assumir a posição final na próxima terça-feira

Os deputados da Nação vão receber pela terceira vez no espaço de uma semana, o Ministro da administração Territorial e responsável pelo recenseamento eleitoral. Foi ao parlamento na terça-feira passada e falou; foi ontem, mas foi totalmente tapado pelo Procurador-Geral da República. O encontro será no dia 17 de dezembro, quando Batista Té voltar para apresentar o resultado das melhorias conseguidas. A partida, o ministro não terá nenhuma novidade, uma vez que Timor já começou a revelar-se incapaz de melhorar algo. para complicar ainda mais as coisas, surge a CEDEAO que recusou libertar as suas verbas por falta de interlocutor. Aliás, diz-se aí de boca cheia que a CEDEAO promete não dar fundos, se Palmares (empresa que ganhou concurso para o recenseamento biométrico) não receber o contrato.
No parlamento, os deputados já têm uma decisão tomada: Todos os guineenses vão ser recenseados.

Autoridades de Bissau vão tentar localizar quem recebeu os sírios

Dois elementos já foram apurados. Instalaram-se em Bissau. Pagaram 100 euros cada um logo no aeroporto para receberem vistos. Foram instalados numa unidade hoteleira. O resto, pouco se sabe.

Abdú Mané atacou e os deputados responderam forte e feio

A participação do procurador-Geral da república no debate sobre o Estado da Nação vai ficar na memória. O PGR disse tudo o que pensa sobre a justiça e as forças de bloqueios e ouviu o deputados a responderem na mesma moeda. Alguns até pediram o PGR para não ir além, porque eles mesmos, não querem ir além. I sibidu aonti.

Polícia no aeroporto devido a cancelamento de voo para a Guiné-Bissau


 
Um grupo de elementos da polícia impediu o acesso ao balcão da empresa por parte de passageiros insatisfeitos. A ligação Lisboa-Bissau estava prevista para as 20.45 horas, e os passageiros que se deslocaram ao aeroporto foram informados de que o voo não se realizaria a meio da tarde.
«Paguei 830 euros por um voo direto e de emergência para hoje. Por volta do meio-dia estive na agência de viagens e disseram-me para comparecer no aeroporto e fazer o check-in. Estou aqui desde as quatro da tarde e até agora [às 19.30] nada», disse uma passageira insatisfeita ao DN.
Outros passageiros queixam-se de falta de informação e asseguram não arredar pé até serem colocados num avião rumo ao destino inicialmente previsto. Este voo está previsto para o próximo sábado, mas os funcionários da TAP explicaram aos passageiros afetados que mesmo nesse dia poderão existir condicionamentos, pelo que o voo não é garantido. Há casos de pessoas que se mantêm no local, outras estão a ser levadas para hotéis e há ainda quem preferisse, no final desta manhã, voar para a Guiné-Bissau com escala em Marrocos num voo da Royal Air Marrocos.


In Abola

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Delfim da Silva disse que o que aconteceu não ajuda ninguém

É uma falha grave em termos de segurança. O país não ganhou nada com isso. Disse que o inquérito está em curso, mas não avança. Não sabe se houve ameaça. Portanto, o ministro não soube muita coisa. «Lamentamos o sucedido, vamos apurar responsabilidades e tirar consequências», disse o chefe da diplomacia guineense, após um encontro com o encarregado de negócios da embaixada de Portugal, Teles Fazendeiro. «O que aconteceu não é do interesse da Guiné-Bissau, não ajuda ninguém, não ajuda (...) as relações com Portugal, nem os nossos compatriotas em Portugal. Nem ajuda às relações com a Europa», disse Delfim da Silva.

Liga Guineense dos Direitos Humanos promove conferência sobre a impunidade e volta a dizer não a amnistia aos golpistas

Luís Vaz Martins, presidente da organização acha que, amnistias só ajudam a agravar a impunidade. Marcelo Moss, disse que a conferência mostra a preocupação da sociedade guineense sobre a impunidade.

Partido de iaia Djaló já tomou decisão: Se o número de eleitores não atingirem 700 mil não vão participar nas eleições

Iaiá Djaló falou em conferência de imprensa e disse que os guineenses querem mudar, mas o GTAPE já está a mostrar uma incompetência total. Total. Para ele, o recenseamento deve ir até 15 de Janeiro de 2014. Disse que o país está em situação de crise.

PGR falou no parlamento e criticou duramente os deputados e os militares

Para falar sobre o Estado da justiça e explicar o andamento de vários processos cruciais para o bem da paz, Abdú Mané disse tudo. Acusou tudo e todos. Houve momentos em que atingiu directamente os deputados e provocou sururu, mas nunca retirou a palavra. Não estou a fazer provocações, mas sim a retratar a realidade, disse.

TAP suspende voos para a Guiné-Bissau

A decisão de obrigar os pilotos da TAP transportar 74 sírios de Bissau para Portugal, foi trágica. A Administração da TAP denunciou que foi coagida a levar pessoas com documentos falsos. Considerou a atitude de falta de condições de segurança e decidiu suspender os voos semanais de Lisboa Bissau. Lisboa apoiou a decisão e o governo alertou as autoridades de transição sobre a gravidade do sucedido.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Corpo de Mandela começa a ser velado em Pretória

O corpo do ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela chegou nesta quarta-feira de manhã ao edifício Union Buildings, sede do governo sul-africano, na capital Pretória, onde o herói da luta contra o apartheid será velado. Milhares de pessoas tomaram as ruas da cidade para acompanhar a procissão de motos da polícia, liderada pela carro fúnebre preto levando o caixão de Mandela envolto em uma bandeira da África do Sul. A morte de Mandela na quinta-feira, aos 95 anos, desencadeou uma onda de tristeza e luto no país que ele liderou entre 1994 e 1999, sendo o primeiro presidente negro sul-africano. "Esse é um momento marcante para mim e meus filhos", disse Thapelo Dlamini, de 48 anos, que ficou duas horas na rua esperando a passagem do cortejo com seus dois filhos.
O corpo de Mandela será velado por três dias no edifício Union Buildings, onde ele tomou posse como presidente em 1994 após a primeira eleição inter-racial no país, que encerrou o regime de segregação racial da minoria branca apartheid.
Mandela será enterrado no domingo em Qunu, seu lar ancestral nas colinas da província do Cabo Oriental, a 700 km ao sul de Johanesburgo.

Os graves problemas que levam o recenseamento chegar o mês de Fevereiro

Não há quadros técnicos suficientes para supervisar as eleições. Os programas concebidos só podem recensear 400 pessoas por mesa; O recenseamento ainda não iniciou no exterior, porque não há campo para preencher país. CEDEAO ainda não desbloqueou os fundos. Timor-Leste não deu total independência aos técnicos nacionais. A forma como o programa foi concebido, qualquer anomalia, só pode ser resolvido pelos timorenses. Os primeiros interlocutores dos timorenses, não tinham capacidade.

GTAPE com extremas dificuldades de concluir o recenseamento em 30 dias

Está praticamente descartada a possibilidade do actual recenseamento manual melhorado para as eleições de 16 de Março, ser concluído em 30 dias. Ontem no Parlamento, o ministro foi bastante lacónico ao ponto de admitir que se forem acrescidos 15 dias, não seriam de todo mau. Batista Té deixou assim claramente perceber que, há uma total incapacidade de fazer o recenseamento no prazo previsto e inscrever 800 mil eleitores. Em 10 dias, o número estava um pouco acima de 18 mil recenseados.

GTAPE com extremas dificuldades de concluir o recenseamento em 30 dias

Está praticamente descartada a possibilidade do actual recenseamento manual melhorado para as eleições de 16 de Março, ser concluído em 30 dias. Ontem no Parlamento, o ministro foi bastante lacónico ao ponto de admitir que se forem acrescidos 15 dias, não seriam de todo mau. Batista Té deixou assim claramente perceber que, há uma total incapacidade de fazer o recenseamento no prazo previsto e inscrever 800 mil eleitores. Em 10 dias, o número estava um pouco acima de 18 mil recenseados.

Deputados suspeitam das manobras do actual Governo de não querer realizar as eleições e prometem apertar

Amanhã o primeiro-ministro vai ao parlamento para explicar o que está a acontecer. Ontem o ministro da Administração territorial esteve no parlamento, mas disse pouca coisa sobre o recenseamento. Em 10 dias ainda não se conseguiu atingir 20 mil recenseados.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Funeral de Dr. Dahaba é hoje

O ex-ministro das Finanças falecido desde dia 5 de dezembro, vai hoje a enterrar. O funeral com honras de Estado iniciou as 9 horas com a passagem pelo Ministério da Justiça. Glória ao ministro.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Parlamento vai alargar a transição

E certamente alargará as eleições.
Reuniram no dia Sábado os actores da transição e a decisão foi tomada. o período de transição só termina com a realização das eleições. Se for em Março, tudo bom, mas também se for em Julho, também tudo bom.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Nova direcção do Benfica toma posse no Sábado 7 de Dezembro: Benfica gossi, Branco ki Presidente.

A nova Direcção do Sport Bissau e Benfica vai ser amanhã 7 de Dezembro empossada. O novo presidente dos encarnados chama-se, Sérgio Marques, é empresário ligado ao grupo INTERLAGOS. O seu vice, chama-se Fortunato Cardoso, é guineense e alto funcionário da APGB.
A maior novidade a ser anunciada amanhã é a nova equipa técnica. Depois de mais de 10 anos no Clube, Pedro Dias, vai dar certamente o lugar ao jovem, Dominguinho Fernandes. O ex-treinador da UDIB está na pole position para assumir os encarnados. De recordar que o Benfica foi às eleições depois de um grupo de adeptos criar um movimento de revolucionar e fazer o Benfica ganhador.
A era de Braima camará e Paulino Malaca parece ter terminado. E terminou mesmo.

Luís Nancassa denunciou pouca seriedade nisto: O recenseamento eleitoral

Luís Nancassa, presidente do Sinaprof e candidato ás presidenciais em 2012, disse que isto está mal e que as eleições correm o perigo. Para ele o recenseamento foi mal preparado e vai terminar mal. Não houve educação cívica; não houve formação e está a faltar transparência. Disse que existem partidos que estão a lutar para se favorecer, mas alertou que o Povo não é burro.

Barulho no silêncio: Militares pediram documentos assinados com Timor

Motivos? suspeitas de má gestão de fundos. O alegado mal estar em que vivem os re4sponsáveis da missão timorense no país, já começou a ter fruto no relacionamento entre os membros do governo e militares. a fonte do Saiba-saibanews garantiu que, o Chefe de Estado-maior General das Forças Armadas pediu o documento do acordo entre as partes, relativo aos 500 mil euros. Há desconfiança de que um dos membros do Governo que assinou o aco0rdo, terá cometido certa irregularidade.

Ex-ministro de Finanças e candidato ao cargo de secretário-geral do PAIGC “faleceu” subitamente

Dr. Phd, Abubacar Demba Dahaba, 3 vezes ministro das Finanças, faleceu ontem 5 de Dezembro, vítima de morte súbita. Ele que era candidato a liderança do PAIGc, para o cargo de Secretário-geral era dado pelos seus apoiantes como certo no cargo. Considerado homem de perfil certo para o lugar certo, estava a beira de receber o testemunho para mudar o PAIGC, mas os sucessivos adiamentos inviabilizaram tudo. Numa entrevista aos órgãos de Comunicação Social disse que o seu objectivo é fazer o partido reencontrar os seus valores, assumir a sua responsabilidade para com o país e guineenses e afirmar-se no concerto das Nações. O projecto ficou interrompido. O falecido era casado e pai de duas meninas. RIP Dr. Abubacar Demba Dahaba ou simplesmente Abu, para os familiares.

Confirmado: Koumba Yalá vai ser candidato nas próximas eleições

Rey das Massas está de volta. Apesar de ter um discurso confuso, o essencial ficou. Koumba Yalá vai ser candidato e como militante, o partido vai apoiá-lo. Não tem adversários, porque Paulo Gomes e Tcherno, segundo os seus termos "são crianças". Vai esmaga-los e podem até "levar pontapés". Em relação a economia da Guiné-Bissau, Koumba Yalá disse que esta começou a cair desde 2003, quando foi golpeado. Deram-lhe o golpe e o povo ficou calado. "Este povo que diz que defende a democracia", rematou, Koumba Yalá. Koumba Yalá recenseou no dia 6 de Dezembro no Círculo 27 e na Brigada onde recenseou foi eleitor nº 40.

Nelson mandela: Aos 95 anos, o cidadão do mundo voltou a casa do senhor



Morreu, aos 95 anos, o líder histórico da luta contra o regime de "apartheid" sul-africano, que vigorou no país de 1948 a 1993. Prêmio Nobel da Paz, Mandela foi um lutador pela democracia e contra a discriminação. O ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela morreu nesta quinta-feira (5), aos 95 anos, anunciou o presidente do país, Jacob Zuma. "Eu lutei contra a dominação branca, e lutei contra a dominação negra. Eu cultivei o ideal de uma sociedade democrática e livre, na qual todas as pessoas vivem juntas em harmonia e com oportunidades iguais", disse, um dia, Mandela.

Mandela ficou internado de junho a setembro devido a uma infecção pulmonar, provavelmente resultante de sequelas de uma tuberculose que contraiu durante sua detenção na prisão de Robben Island, onde ficou 18 anos preso, de 1964 a 1982.

Ele deixou o hospital e estava em casa. "Ele partiu, ele se foi pacificamente na companhia de sua família", afirmou o presidente. "Ele descansou, ele agora está em paz. Nossa nação perdeu seu maior filho. Nosso povo perdeu seu pai."

El foi internado quatro vezes desde dezembro de 2012. Em março de 2012, o ex-presidente sul-africano havia sido hospitalizado por 24 horas, e o governo informou, na ocasião, que Mandela tinha sido internado para uma bateria de exames rotineira.

No total, Mandela ficou preso durante 27 anos e ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 1993, sendo eleito em 1994 o primeiro presidente negro da África do Sul, nas primeiras eleições multirraciais do país.

Biografia de "Madiba"

Mandela nasceu em 18 de julho de 1918 no clã Madiba no vilarejo de Mvezo, no antigo território de Transkei, sudeste da África do Sul. Seu pai, Henry Gadla Mphakanyiswa, era chefe do vilarejo e teve quatro mulheres e 13 filhos - Mandela nasceu da terceira mulher, Nosekeni. Seu nome original era Rolihlahla Mandela.

Nascido numa família de nobreza tribal, numa pequena aldeia do interior onde possivelmente viria a ocupar cargo de chefia, abandonou este destino aos 23 anos ao seguir para a capital Joanesburgo e iniciar atuação política. Passando do interior rural para uma vida rebelde na faculdade, transformou-se em jovem advogado na capital e líder da resistência não-violenta da juventude em luta, acabando como réu em um infame julgamento por traição, foragido da polícia e o prisioneiro mais famoso do mundo, após o qual veio a se tornar o político mais galardoado em vida, responsável pela refundação de seu país - em moldes de aceitar uma sociedade multiétnica.

Foi o mais poderoso símbolo da luta contra o regime segregacionista do Apartheid, sistema racista oficializado em 1948, e modelo mundial de resistência. No dizer de Ali Abdessalam Treki, presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, foi "um dos maiores líderes morais e políticos de nosso tempo".

Da aldeia à universidade

Após seu pai morrer em 1927, ele foi acolhido pelo rei da tribo, Jongintaba Dalindyebo. Ele cursou a escola primária no povoado de Qunu e recebeu o nome Nelson de uma professora, seguindo uma tradição local de dar nomes cristãos às crianças. Conforme as tradições Xhosa, ele foi iniciado na sociedade aos 16 anos, seguindo para o Instituto Clarkebury, onde estudou cultura ocidental. Na adolescência, praticou boxe e corrida.

Mandela ingressou na Universidade de Fort Hare para cursar artes, mas foi expulso por participar de protestos estudantis. Ele completou os estudos na Universidade da África do Sul. Após terminar os estudos, o rei Jongintaba anunciou que Mandela devia se casar, o que motivou o jovem a fugir e se mudar para Johanesburgo, em 1941.

Em Johanesburgo, ele trabalhou como segurança de uma mina e começou a se interessar por política. Na cidade, Mandela também conheceu o corretor de imóveis Walter Sisulu, que se tornou seu grande amigo pessoal e mentor no ativismo antiapartheid. Por indicação de Sisulu, Mandela começou a trabalhar como aprendiz em uma firma de advocacia e se inscreveu na faculdade de direito de Witwatersrand.

ANC

Mandela começou a frequentar informalmente as reuniões do Congresso Nacional Africano (ANC, na sigla em inglês) em 1942. Em 1944, ele fundou a Liga Jovem do Congresso e se casou com a prima de Walter Sisulu, a enfermeira Evelyn Mase. Eles tiveram quatro filhos (dois meninos e duas meninas) – uma das garotas morreu ainda na infância.

Em 1948, ele se tornou secretário nacional do Congresso Nacional Africano (ANC) – no mesmo ano, o Partido Nacional ganhou as eleições do país e começou a implementar a política de apartheid (ou segregação racial). O estudante conheceu futuros colegas da política na faculdade, mas abandonou o curso em 1948, admitindo ter tido notas baixas - ele chegou a retomar a graduação na Universidade de Londres, mas só se formou em 1989 pela Universidade da África do Sul, quando estava preso.

Em 1951, Mandela se tornou presidente do ANC. Em 1952, ele abriu com o amigo Oliver Tambo o primeiro escritório de advocacia do país voltado para negros. No mesmo ano, Mandela foi escolhido como líder da campanha de oposição encabeçada pelo CNA e viajou pelo país, em protesto contra seis leis consideradas injustas. Como reação do governo, ele e 19 colegas foram presos e sentenciados a nove meses de trabalho forçado.

Em 1955, ele ajudou a articular o Congresso do Povo e citava a política pacifista de Gandhi como influência. A reunião uniu a oposição e consolidou as ideias antiapartheid em um documento chamado Carta da Liberdade. No fim do ano, Mandela foi preso juntamente com outros 155 ativistas em uma série de detenções pelo país. Todos foram absolvidos em 1961.
Em 1958, Mandela se divorciou da enfermeira Evelyn Mase e ele se casou novamente, com a assistente social Nomzamo Winnie Madikizela. Os dois tiveram dois filhos.

Em março de 1960, a polícia matou 69 manifestantes desarmados em um protesto contra o governo em Sharpeville. O Partido Nacional declarou estado de emergência no país e baniu o CNA. Em 1961, Mandela tornou-se líder da guerrilha Umkhonto we Sizwe (Lança da Nação), após ser absolvido no processo da prisão de 1955. Logo após a absolvição, ele e colegas passaram a trabalhar de maneira escondida planejando uma greve geral no país.

Ele deixou o país ilegalmente em 1962, usando o nome de David Motsamayi, para viajar pela África para receber treinamento militar. Mandela ainda visitou a Inglaterra, Marrocos e Etiópia, e foi preso ao voltar, em agosto do mesmo ano. De acordo com o jornal "Telegraph", a organização perdeu o ideal de protestos não letais com o tempo e matou pelo menos 63 pessoas em bombardeios nos 20 anos seguintes.

Prisão

Mandela foi acusado de deixar o país ilegalmente e incentivar greves, sendo condenado a cinco anos de prisão. A pena foi servida inicialmente na prisão de Pretória. Em março de 1963, ele foi transferido à Ilha de Robben, voltando a Pretória em junho. Um mês depois, diversos companheiros de partido foram presos.

Em 1963, Mandela e outras nove pessoas foram julgadas por sabotagem, no que ficou conhecido como Julgamento Rivonia. Sob o risco de ser condenado à pena de morte, Mandela fez um discurso à corte que foi imortalizado.

"Eu lutei contra a dominação branca, e lutei contra a dominação negra. Eu cultivei o ideal de uma sociedade democrática e livre, na qual todas as pessoas vivem juntas em harmonia e com oportunidades iguais. Este é um ideal pelo qual eu espero viver e alcançar. Mas se for necessário, é um ideal pelo qual estou preparado para morrer", afirmou.

Em 1964, Mandela e outros sete colegas foram condenados por sabotagem e sentenciados à prisão perpétua. Um deles, Denis Goldberg, foi preso em Pretória por ser branco. Os outros foram levados para a Ilha de Robben.

Mandela passou 18 anos detido na ilha de Robben, na costa da Cidade do Cabo, e nove na prisão Pollsmoor, no continente – a transferência ocorreu em 1982. Enquanto esteve preso, Mandela perdeu sua mãe, que morreu em 1968, e seu filho mais velho, morto em 1969. Ele não foi autorizado a participar dos funerais.

Durante o período em que ficou preso, sua reputação como líder negro cresceu e sedimentou a imagem de liderança do movimento antiapartheid. A partir de 1985, ele iniciou o diálogo sobre sua libertação com o Partido Nacional, que exigia que ele não voltasse à luta armada. Neste ano, ele passou por uma cirurgia na próstata e, ao voltar para a prisão, passou a ser mantido em uma cela sozinho.

Em 1988, Mandela passou por um tratamento contra tuberculose e foi transferido para uma casa na prisão Victor Verster. Em 2 de fevereiro de 1990, o presidente sul-africano Frederik Willem de Klerk reinstituiu o Congresso Nacional Africano (ANC). No dia 11 de fevereiro de 1990, Mandela foi solto e, em um evento transmitido mundialmente, disse que continuaria lutando pela igualdade racial no país.

Prêmio Nobel da Paz

Em 1991, Mandela foi eleito novamente presidente do ANC. Nelson Mandela e Frederik de Klerk dividiram o Prêmio Nobel da Paz em 1993, por seus esforços para trazer a paz ao país.

Mandela encabeçou uma série de articulações políticas que culminaram nas primeiras eleições democráticas e multirraciais do país em 27 de abril de 1994.

O ANC ganhou com 62% dos votos, enquanto o Partido Nacional teve 20%. Com o resultado, Mandela tornou-se o primeiro líder negro do país e também o mais velho, com 75 anos. Ele tomou posse em 10 de maio de 1994. A gestão do presidente foi marcada por políticas antiapartheid, reformas sociais e de saúde.

Em 1996, Mandela se divorciou de Nomzamo Winnie Madikizela por divergências políticas que se tornaram públicas. Em 1998, no dia de seu 80º aniversário, ele se casou com Graça Machel, viúva de Samora Machel, antigo presidente moçambicano.

Em 1999, não se candidatou à reeleição e se aposentou da carreira política. Desde então, ele passou boa parte de seu tempo em sua casa no vilarejo de Qunu, onde passou a infância, na província pobre do Cabo Leste.

 

Nhamadjo volta a acusar a imprensa de "instigação"

Já está a ser recorrente no Presidente da república eleger a imprensa como principal responsável da situação de perturbação que o recenseamento vive. segundo o Chefe de Estado, foi a imprensa é que não explicou que este recenseamento deve ser feito em duas fases. E por não passar essas informações, segundo Nhamadjo, os guineenses entraram em pânico.
Entretanto, a bem da verdade, as insinuações do PR não correspondem a verdade. Primeiro, porque nunca alguém explicou que o recenseamento teria duas fases; segundo, porque a data anunciada foi de 21 dias a começar pelo dia 1 de Dezembro. O que é verdade é que, o PR não lembrou dizer que eles falsificaram por em vez de 21, já são 30 dias.

Confusão já se instalou: Cristiano Na Bitan não está 100% com a decisão do Governo de assumir o recenseamento

O recenseamento eleitoral em curso, está confuso. Muito confuso. palmares Technologie decidiu intentar a queixa e vai ter razão. Cristano Na Bitan, Director-Geral do GTAPE, já confidenciou aos seus próximos de que, a decisão da Guiné-Bissau assumir o recenseamento, foi mau.
Para já, ele está com medo, porque existem fortes possibilidades do processo estar comprometido. A CEDEAO já cancelou os seus apoios. Podem acreditar. os apoios da CEDEAO estão cancelados. Os meios

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Paulo Gomes pede mão dura contra a corrupção antes de chegar á Presidência

Mesmo sem sondagens, Paulo Gomes é um dos favoritos a vencer as próximas eleições presidenciais. Para além de lutar contra a corrupção punindo os corruptos, Paulo Gomes acha que também se deve reduzir os riscos. Ele falou hoje a imprensa no quadro da sua deslocação a Portugal onde faz actividade política ligada a sua candidatura e reuniu com nacionais.

Sociedade Civil quer sensibilização para salvar o recenseamento

O Movimento nacional da sociedade Civil apareceu hoje na imprensa para contestar o início do recenseamento eleitoral sem campanha de sensibilização. Disse que tal é importante e que o Governo deve resolver rapidamente a situação. Porque se isso não acontecer, o processo pode estar comprometido. Apelaram aos parceiros para que disponibilizem os meios.

Igreja e juventude fornecem ao país novos políticos

Policiano Gomes foi presidente do Conselho nacional de juventude. Agora vai liderar o PDD e disse que o país está mal. José Paulo foi pastor na Igreja evangélica e disse que o país precisa de satisfação. O povo, aliás. O que o Tribunal Supremo disse, é que todos eles, já podem concorrer.

O Governo de transição prorrogou, até 31 de Dezembro

O Governo de transição prorrogou, até 31 de Dezembro, o período de  recenseamento eleitoral, cujo término estava inicialmente previsto para para 21 deste mês. De acordo com Baptista Té, ministro da Administração Territorial, a instituição encarregue de executar o processo através do Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE), a medida deve-se às grandes dificuldades que se têm verificado na inscrição dos eleitores guineenses.
O assunto dominou o encontro de terça-feira entre o Presidente de transição, Manuel Serifo Nhamadjo, e os partidos políticos, no Palácio da República, em Bissau.
No final da reunião, Fernando Vaz, ministro da Presidência do conselho de ministros, afirmou que o recenseamento «começou mal» e anunciou para os próximos dias o aumento do número de mesas à medida que os Kits vão chegando até ao final desta semana.
Sociedade «Palmarés» move queixa-crime contra Estado da Guiné-Bissau 
Entretanto, a sociedade «Palmares Technologies R&D SA», do Benin, vai mover uma queixa-crime junto do Tribunal de Justiça da União Económica Monetária Oeste Africa (UEMOA), contra o Estado da Guiné-Bissau e o governo de transição, conforme revelou à PNN uma fonte da empresa na capital guineense.
Em causa está a recusa do governo de Rui Barros em delegar a execução dos trabalhos de recenseamento eleitoral à empresa, depois de ter ganho por duas vezes o concurso público realizado pelas autoridades de transição para este efeito.
De acordo com a fonte da PNN, Kojok Tarraf Nasser, presidente e director-geral do grupo com sede no Benin, a empresa está desapontada com o governo de Bissau, o qual, depois de trocas de correspondência e participação no concurso com outras organizações, ficou sem resposta por parte das autoridades de transição.

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Barulho vai rebentar sobre as eleições e o recenseamento nas próximas horas

Alguém fez fraude, desrespeitou as normas e será denunciado. A partir de amanhã haverá muito barulho que vai até ao Tribunal. Eleições, ón na Maio di utru ano.

Cristiano Ronaldo eleito o melhor jogador da Liga de futebol espanhola

O avançado internacional português Cristiano Ronaldo foi distinguido na segunda-feira como o melhor jogador da temporada passada na Liga espanhola durante a Gala da Liga de Futebol Profissional (LFP).
"É uma honra este prémio. Agradeço aos meus companheiros, às pessoas que estão na minha vida e à minha família", afirmou o jogador luso, pouco depois de receber o seu prémio.
Em relação ao futuro, Cristiano Ronaldo limitou-se a dizer: "Continuarei da mesma forma para tentar ganhar mais prémios a nivel coletivo e também individual".
Também na segunda-feira, o jogador português já tinha recebido o prémio Di Stefano, pelo segundo ano consecutivo, galardão com que o jornal espanhol Marca designa o melhor jogador da época no campeonato espanhol.

CNE e anunciada confusão para o futuro: Presidentes das Comissões Regionais de Eleições (CRE's) só podem ser conhecidos no final desta semana

Hoje acabou o prazo dos concursos. Amanhã ou talvez depois de amanhã, a CNE vai selecionar os vencedores, chamá-los, empossá-los e mandá-los para as suas respectivas CRE's. O pessoal da CNE está neste momento reunido numa formação de capacitação aos seus membros sobre questões eleitorais. Primeiro, é que estão a capacitar pessoas que neste momento já deviam estar no terreno para acompanhar e fiscalizar o recenseamento. Não estão, mas os responsáveis máximos acham que não perigo nenhum.
Falso. Regra Geral. O primeiro dia do recenseamento deve ser acompanhado rigorosamente com a fiscalização da CNE.

Três conceituados jornalistas desportivos portugueses estão no país

João Diogo, Nuno Matos e Alexandre Afonso. Jornalistas da Rádio Difusão Portuguesa estão na Guiné-Bissau. A convite do projecto "Fassi bem" liderado pelo empresário, Adilé Sebastião, os jornalistas portugueses estarão no país durante três para encontros de trabalho com jornalistas guineenses e demais personalidades ligadas ao desporto, em particular o futebol.
Técnicas de Relato e produção de programas são entre outros aspectos que estarão em formação.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Morreu o protagonista da velocidade furiosa Paul Walker


O curto vídeo amador mostra o carro no qual Paul Walker seguia como passageiro já a arder em Santa Clarita, norte de Los Angeles. Ainda se consegue ver alguém a aproximar-se do veículo. O ator que ficou conhecido pelos filmes Fast & Furious morreu, tal como o condutor do Porsche GT, o amigo de Paul Walker Roger Rodas.
Ao site TMZ um outro amigo conta que ao saber da possibilidade de Paul Walker estar envolvido num acidente de viação deslocou-se, juntamente com outros conhecidos e empregados de Walker, ao local. Este amigo explicou que tentaram apagar as chamas com extintores e fizeram algumas tentativas de chegar perto de Paul Walker, mas não conseguiram devido ao fogo. Refere ainda que Paul Walker estava inconsciente e que tinha o cinto de segurança. Porém, diz que não conseguiu ver o condutor Roger Rodas. Descreveu que entretanto os bombeiros chegaram, afastando-os do local.
As imagens divulgadas no Daily Mail mostram como o Porsche GT ficou completamente destruído.
Paul Walker tinha 40 anos e era pai de uma rapariga de 15. Ficou famoso com a saga Fast & Furious - no qual contracenou em quase todos com Vin Diesel -, filmes que retratam o mundo do street racing (corridas na rua) e do tunning. Tinha participado em cinco dos seis filmes e estava a rodar mais um. O acidente mortal ocorreu após Paul Walker ter estado num evento de caridade para a fundação Reach Out Worldwide, no qual angariou fundos para ajudar as vítimas do furacão Haiyan nas Filipinas.
Através do Twitter, Vin Diesel expressou o seu pesar pela morte do amigo: "Irmão, vou sentir muito a tua falta. O céu ganhou um novo anjo. Descansa em paz." Atores que também participaram em Fast & Furious e outras celebridades já enviaram condolências através das redes sociais pela morte de Paul Walker.

Desportistas lamentam a morte

Foi estrela do cinema e paixão dos jovens. Paul Walker. participante em vários filmes, notabilizou na velocidade furiosa e morreu por causa da velocidade. A notícia da morte do ator norte-americano Paul Walker, protagonista da saga «Velocidade Furiosa», também surpreendeu atletas de tudo o mundo, que deixaram mensagens nas redes sociais. «Estou em estado de choque com as notícias sobre Paul Walker. Sem palavras. Os meus pensamentos e orações estão com a sua família», afirmou o avançado italiano Giuseppe Rossi (Fiorentina). O alemão Sebastien Vettel, campeão do mundo de Fórmula 1, deixou a curta mensagem «DEP (descanse em paz) Paul Walker». O basquetebolista Pau Gasol (Lakers): «Notícia triste da morte de Paul Walker. Ainda me lembro de estar com a sua família e amigos». Paul Walker, de 40 anos, morreu, no domingo, num acidente de viação.

 

Novo centro de formação contra desnutrição abre em Bissau

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) anunciou que abre esta segunda-feira, em Bissau, um novo centro de formação para combater a desnutrição crónica, problema que afeta quase um terço das crianças até aos cinco anos na Guiné-Bissau.
O objetivo deste centro é formar agentes de saúde para que se possam tratar quase todas as crianças admitidas nos centros de recuperação nutricional das áreas sanitárias de Cumura, Prabis (ambas perto da capital), Oio, Bafatá (no centro do país) e Gabú (no leste). No prazo de um ano, o centro prevê a formação de cerca de 130 agentes de saúde comunitária, médicos e enfermeiros que vão pôr em prática o protocolo de Gestão Integrada de Desnutrição Aguda.

Jornalistas, juristas, e membros da sociedade civil timorenses estão a dar experiência aos guineenses

A reunião está a decorrer nas instalações da Agência da Cooperação de Timor-Leste (ACT). o presidente da televisão de Timor falou, o secretário de Estado falou e abandonou o espaço, a representante das mulheres falou, quando o jurista estava a falar "nkansa nsai". Tinham pouca experiência para nos mostrar, até porque eles têm menos de 13 anos de democracia. O debate não está a ser nada interessante. é ta papia purtuguis kansadu.

Disfarce ou Segurança total: O Homem forte do país só anda com uma viatura e sem escoltas

O homem mais forte da Guiné-Bissau e líder do golpe militar de 12 de Abril, só anda com uma viatura. Ele que ao longo destes dois anos andava com um aparato militar, deixou tudo isso. Leva sim três militares no banco de trás "bem armados" e fica sentado no banco de frente ao lado do condutor. António Injai que em temos mostrava uma imagem de que quem temia pela sua segurança apresenta hoje outra. Muito diferente. Diz quem sabe das questões de segurança que o objectivo é apresentar uma imagem de que "ça va bien entre eux". Coisa que não se pode confirmar até porque as recentes e polémicas declarações de Ramos Ramos Horta parecem ter agitado tudo isso.

Faltam meios logísticos e recursos humanos com capacidade para cobrir o recenseamento em todo o país

Tudo falta no iniciado recenseamento eleitoral. Muitas inverdades. Os timorenses alegaram que têm no país 125 kits. Falso. Estão 119 kits. Em Bissau ficam 10. Nas regiões, cada sede de sector leva um kits. São necessários para cada kits três informáticos capazes. mas 8incapazes têm sido mais números. Viaturas para trabalho, não existem. Aluguer. Não há dinheiro. os 500 mil dólares de Timor foram para BCEAO, talvez para sair dentro de dias. O dinheiro disponibilizado na sexta-feira é irrisório para o trabalho existente. Formação dos recenseadores, ainda não começou e ninguém sabe se vai começar hoje. Mais duvidosa ainda é a capacidade dos candidatos. Capacidade nos conhecimentos informático.

Recenseamento Eleitoral sem formação nem campanha de sensibilização é igual a confusão para o futuro

O Presidente da República apadrinhou ontem o início do recenseamento eleitoral manual melhorado. nas zonas do Bairro Militar onde dispõe da sua própria residência, Serifo Nhamadjo passou mais de 30 minutos sentados a espera de cartão de eleitor. Não houve cartão e o Chefe de estado saiu com mãos a abanar. Mesmo assim, pediu a todos para colaborarem. Mas o que é certo é que este recenseamento está muito mal preparado. Sem sensibilização e sem formação aos recenseadores. Ontem, os supervisores é que recensearam e fizeram muita asneira.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Manuel Irénio Lopes de Nascimento atropelou Polícia Trânsito e vai a gala dos melhores

Em países organizados e respeitadores, neste momento, o Presidente da Federação de Futebol da Guiné-Bissau e deputado na Nação devia estar na cadeia. Manuel Irénio Lopes de Nascimento "Manelinho" envolveu-se em discussão com um agente da Polícia trânsito para passar numa via. O agente considerou que a via estava interdita devido a entregue de carros dos nigerianos "emprestados a CNE" para o processo eleitoral. Como os carros eram tantos, a Polícia judiciária na companhia da Guarda Nacional interditou a passagem por algumas horas. Nas horas proibidas apareceu o Manelinho. O primeiro grupo de polícias impediu-o de passar e violou. O segundo tentou e voltou a violar. Foi nesse segundo grupo que um agente da Polícia ficou a frente da viatura que Manelinho conduzia. Numa situação de clara desobediência da autoridade, Manelinho acelerou. O jovem polícia percebendo que o Manel não estava a brincar, tentou fugir, mas já era tarde. Foi atingido na anca e parou hospital. Antes, Manelinho ainda dirigiu-se a ele mandou-lhe filho da puta e sacou-se de pistola. em vez de deterem o desobediente Manel, os agentes e Guarda nacional que lá estavam "madalenas todos eles" limitaram a evitar a confusão e levar o rapaz para o hospital. Manelinho ainda foi ao Ministério do Interior onde tem amigos e colaboradores e mandou algumas bocas. O agente da Polícia não ficou gravemente ferido, mas ficou de facto no Hospital.
Esta Guarda Nacional é uma vergonha. Só actua contra cidadãos indefesos e coitades, para não dizer pobres. Polícia trânsito, como não reagiram a medida da irresponsabilidade de Manelinho, só apetece dizer: "i djusta elis".

Polícia Judiciária "quis" manter Bussana Monteiro na Prisão, mas faltou "autoridade"

Bussana Monteiro, cunhado do ex-Presidente da República, Koumba Yalá, devia neste momento estar na cadeia, por ser principal suspeito no espancamento de Orlando Viegas. Foi ele que chamou Orlando para ir a sua casa e foi ele que acompanhou Orlando para o hospital e foi ele que acompanhou os agressores de Orlando. A PJ apurou tudo isso, mas lamentavelmente, não conseguiram manter Bussana no cativeiro mais de 5 dias. Militares entraram em cenas, incluindo alguns elementos dos serviços de informação de Estado. Como resultado, Bussana foi colocado em liberdade. E já retou inclusive o seu trabalho.

Polícia Judiciária "quis" manter Bussana Monteiro na Prisão, mas faltou "autoridade"

Bussana Monteiro, cunhado do ex-Presidente da República, Koumba Yalá, devia neste momento estar na cadeia, por ser principal suspeito no espancamento de Orlando Viegas. Foi ele que chamou Orlando para ir a sua casa e foi ele que acompanhou Orlando para o hospital e foi ele que acompanhou os agressores de Orlando. A PJ apurou tudo isso, mas lamentavelmente, não conseguiram manter Bussana no cativeiro mais de 5 dias. Militares entraram em cenas, incluindo alguns elementos dos serviços de informação de Estado. Como resultado, Bussana foi colocado em liberdade. E já retou inclusive o seu trabalho.

"Detenção do Capitão Sanogo representa uma vitória inequívoca da democracia e do estado de direito na nossa sub-região e em toda África, em geral", LGDH

Liga Guineense dos Direitos Humanos
Comunicado de Imprensa
A República do Mali mergulhou-se numa profunda crise político-militar em consequência de golpe do estado no dia 22 de Março 2013, liderado pelo Capitão Amadou Aya Sanogo. Ao longo do período de transição estabelecido pela CEDEAO, foram registadas violações graves dos direitos humanos nomeadamente, assassinatos, espancamentos, desaparecimentos forçados, entre outras, ilegalidades perpetradas pelos militares golpistas.

Com a restauração da ordem constitucional em decorrência da realização das eleições presidenciais, as Instituições judiciarias malianas abriram inquéritos para determinar as responsabilidades sobre as violações acima referenciadas com a finalidade de combater a impunidade, promover a paz social e a reconciliação com base nos critérios da justiça.

Estas corajosas ações da justiça daquele país irmão, culminaram com a detenção do Capitão Sanogo no passado dia, 27 de Novembro. Sem prejuízo do princípio universal de presunção de inocência que assiste todos os suspeitos, a detenção do Capitão Sanogo representa uma vitória inequívoca da democracia e do estado de direito na nossa sub-região e em toda África, em geral.

A LGDH enquanto instituição que pugna pela defesa intransigente dos valores da paz, da democracia e do estado de direito, congratula-se com a firmeza da justiça maliana em combater sem tréguas a impunidade em cumprimento das recomendações da Declaração de Bamako.

Por fim, a LGDH felicita a coragem e determinação do povo maliano, em particular da sociedade civil maliana, nomeadamente Associação Maliana de Direitos Humanos por terem optado pelas vias de reconciliação fundada nos valores da verdade e da justiça como único caminho capaz de conduzir o país ao progresso e ao bem-estar social.

A LGDH acredita que os bons exemplos da vitalidade das instituições malianas podem influenciar os atores políticos e judiciais da Guiné-Bissau para uma mudança de mentalidade que valorize a justiça em detrimento, das amnistias e promoção da impunidade.
Pela Paz, Justiça e Direitos Humanos

Feito em Bissau aos 29 dias do mês de Novembro 2013

A Direção Nacional
______________________

História do Capitão Sanogo pode complicar a situação de golpistas na Guiné-Bissau

O pustchiste maliano, Amadou Sanogo detido há dias por suspeito de crimes depois do golpe, está a deitar má sorte para os militares golpistas guineenses. O homem foi detido e as organizações da Sociedade Civil na Guiné-Bissau aplaudiram. E pediram mais. Querem que actuação das autoridades judiciais seja um exemplo para a Guiné-Bissau.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Interpelação dos Ministros continua sem novidades

Para já, não há nenhuma novidade. Os ministros estão no parlamento apenas por formalidades. Tranquilos, porque sabem não haverá nenhuma resolução capaz de lhes complicar a vida.Passaportes; pescas, educação, agricultura, APGB, Economia, nada de especial. Tanto assim que passam o tempo no djumbai com os deputados. Talvez seja apenas estratégias para arrastar a amnistia para outro ano.

Inaugurada a nova sede do GTAPE

O gabinete Técnico para Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE), já tem uma nova sede. Trata-se das antigas instalações utilizadas como Presidência da República até agosto último. Na cerimónia de inauguração presidida pelo Primeiro-ministro, todos disseram que estas condições garantem maior segurança. O PM de Transição o disse; o Secretário de Estado Timorense, o Ministro da Administração Territorial e o próprio Director do Gabinete. Certo é que o espaço continua a ter militares.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

"Eleições credíveis chava da nova ordem constitucional na Guiné-Bissau", palavras de Ramos Horta, Representante do Secretário-Geral das Nações Unidas na Guiné-Bissau



O Representante Especial do Secretário-Geral das Nações Unidas na Guiné-Bissau responsabilizou o governo de transição deste país da África Ocidental pela realização das eleições gerais a 16 de Março de 2014, ao falar no Conselho de Segurança, em Nova Iorque.

José Ramos Horta, discursando na ter­ça-feira, classificou de “frustrante e lento” o processo para a restauração da ordem constitucional na Guiné-Bissau - depois do golpe de Estado militar de 2012 -, que tem passado por sucessivos adiamentos, num clima generalizado de medo.

“A chave para um rápido retorno da ordem constitucional deverá ser a garantia da realização de eleições credíveis e pacíficas a 16 de Março de 2014”, disse o Nobel da Paz ao apresentar o relatório do secretário-geral, Ban Ki-moon, sobre esta material e, ainda, um outro acerca das actividades do Gabinete Integrado das Nações Unidas para a Consolildação da Paz na Guiné-Bissau (UNIOGBIS).

O RESG concuiu comunicando que o primeiro-ministro do governo de transição, Rui Duarte de Barros, criou uma comissão de coordenação do processo eleitoral. Uma missão timorense de aconselhamento técnico para apoio ao processo eleitoral chegou à capital guineense a 05 de Maio, devendo permanecer no país por quarto meses, no quadro de uma contribuição solidária do governo em Díli de USD 6M destinada ao recenseamento, bem como à aquisição do correspondente equipamento técnico.

 

Por outro lado, o embaixador brasileiro António de Aguiar Patriota, president da Comissão para a Configuração da Paz na Guiné-Bissau, chamou a atenção para os recentes episódios de violência e intimidação que tipificam a frágil situação securitária no país.

Tendo em conta que as eleições por si só – embora sejam um pré-requisito para uma estabilidade sustentável – não poderão dar uma resposta abrangente aos numerosos desafios, aquela comissão estará em posição de desempenhar um papel central na mobilização de apoios internacionais para as reformas a encetar pela nova liderança política nacional saída do plebiscito, com ênfase para a capacitação institucional e desenvolvimento económico.

 

Pela Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa (CPLP), o diplomata moçambicano António Gumende lamentou o sofrimento dos guineenses devido aos protelamentos do sufrágio e deixou uma palavra de estímulo às autoridades de transição no sentido de respeitarem compromissos assumidos visando a transparência na consulta popular, apoiada pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), União Europeia (UE), Timor-Leste e Nigéria.

 

Por ultimo, o marfinense Youssoufou Bamba, pela CEDEAO, reconheceu sinais positivos, embora ainda haja muito por fazer – disse - ate ao pleno restabelecimento da segurança na Guiné-Bissau e, daí, a extensão da missão ECOMIB até 16 de Maio de 2014. A organização contribui com USD 19M para as eleições e enviará duas unidades policiais de reforço.

"Eleições credíveis chava da nova ordem constitucional na Guiné-Bissau", palavras de Ramos Horta, Representante do Secretário-Geral das Nações Unidas na Guiné-Bissau



O Representante Especial do Secretário-Geral das Nações Unidas na Guiné-Bissau responsabilizou o governo de transição deste país da África Ocidental pela realização das eleições gerais a 16 de Março de 2014, ao falar no Conselho de Segurança, em Nova Iorque.

José Ramos Horta, discursando na ter­ça-feira, classificou de “frustrante e lento” o processo para a restauração da ordem constitucional na Guiné-Bissau - depois do golpe de Estado militar de 2012 -, que tem passado por sucessivos adiamentos, num clima generalizado de medo.

“A chave para um rápido retorno da ordem constitucional deverá ser a garantia da realização de eleições credíveis e pacíficas a 16 de Março de 2014”, disse o Nobel da Paz ao apresentar o relatório do secretário-geral, Ban Ki-moon, sobre esta material e, ainda, um outro acerca das actividades do Gabinete Integrado das Nações Unidas para a Consolildação da Paz na Guiné-Bissau (UNIOGBIS).

O RESG concuiu comunicando que o primeiro-ministro do governo de transição, Rui Duarte de Barros, criou uma comissão de coordenação do processo eleitoral. Uma missão timorense de aconselhamento técnico para apoio ao processo eleitoral chegou à capital guineense a 05 de Maio, devendo permanecer no país por quarto meses, no quadro de uma contribuição solidária do governo em Díli de USD 6M destinada ao recenseamento, bem como à aquisição do correspondente equipamento técnico.

 

Por outro lado, o embaixador brasileiro António de Aguiar Patriota, president da Comissão para a Configuração da Paz na Guiné-Bissau, chamou a atenção para os recentes episódios de violência e intimidação que tipificam a frágil situação securitária no país.

Tendo em conta que as eleições por si só – embora sejam um pré-requisito para uma estabilidade sustentável – não poderão dar uma resposta abrangente aos numerosos desafios, aquela comissão estará em posição de desempenhar um papel central na mobilização de apoios internacionais para as reformas a encetar pela nova liderança política nacional saída do plebiscito, com ênfase para a capacitação institucional e desenvolvimento económico.

 

Pela Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa (CPLP), o diplomata moçambicano António Gumende lamentou o sofrimento dos guineenses devido aos protelamentos do sufrágio e deixou uma palavra de estímulo às autoridades de transição no sentido de respeitarem compromissos assumidos visando a transparência na consulta popular, apoiada pela Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), União Europeia (UE), Timor-Leste e Nigéria.

 

Por ultimo, o marfinense Youssoufou Bamba, pela CEDEAO, reconheceu sinais positivos, embora ainda haja muito por fazer – disse - ate ao pleno restabelecimento da segurança na Guiné-Bissau e, daí, a extensão da missão ECOMIB até 16 de Maio de 2014. A organização contribui com USD 19M para as eleições e enviará duas unidades policiais de reforço.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Ramos Horta acha que...

O Representante do Secretário-geral das Nações unidas acha que a Guiné-Bissau deixou de ser ponto de passagem de droga. Esta constatação consta no seu relatório enviado ao Secretário-geral das Nações unidas. Só que, Ban Ki-Moon advertiu que as persistentes ameaças, não ajudam.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Adiato informou que iria voltar, mas isso não impediu a sua audição

Adiato nandigna, que teve a ousadia de criticar na devida altura, está a ser ouvida pelos Serviços de Informação do Estado. Fontes locais não falam em detenção, mas admitem audição prolongada. Ela informou antes as autoridades nacionais nomeadamente o Procurador Geral da República e as Nações Unidas sobre a sua intenção de regressar ao país.

Recenseamento vai ser adiado e eleições correm risco de não ter lugar em Março

O adiamento das eleições, vai ser um facto consumado dentro de dias. Ainda não se formou ninguém, os materiais chegam a conta quotas e faltam recursos humanos. É possível que se recenseie até o mês de Janeiro e eleições só a partir do dia 23 de Março. Esperem para ver.

Bissau acolhe de 22 a 25 deste mês conferência consagrada aos direitos humanos na administração de justiça

O Centro Nacional de Formação Judiciária (CENFOJ), em parceria com a Secção de Direitos Humanos do UNIOGBIS, organizam de 25 a 29 de Novembro em Bissau, um curso de actualização para os juízes, procuradores e advogados sobre direitos humanos na administração da justiça.

A formação, a realizar em quatro fases, com a primeira a iniciar no dia 25 de Novembro no Hotel Lisboa-Bissau, na presença de 60 participantes, foi sugerida pelo Ministério da Justiça, Supremo Tribunal de Justiça, Procuradoria-Geral da República, Tribunal Militar Superior e Ordem dos Advogados aquando de diversas discussões e propostas feitas pelas autoridades nacionais ligadas à administração da justiça.

Este curso de actualização para os juízes, procuradores e advogados sobre direitos humanos na administração da justiça, destina-se aos magistrados do Ministério Público, judiciais e do Tribunal Militar Superior, advogados, órgãos da Polícia Criminal inclusive os membros dos Centros de Acesso à Justiça, sedeados em Bissau e nas sete regiões do interior do país.



                                       

Crianças que iam ler "marabu" em Gâmbia voltam a procedência


As 61 crianças e jovens guineenses intercetadas pela autoridades em Buba (sul da Guiné-Bissau) no dia 14, quando seguiam em viaturas suspeitas para escolas corânicas na Gâmbia, já estão reinseridas com sucesso nas respetivas famílias, revelou hoje o UNICEF.

Num comunicado distribuido em Bissau, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) precisa que a reinserção familiar destas crianças e jovens, entre os quatro e 20 anos,  decorreu a partir do dia 18 mediante a assinatura de um termo de responsabilidade e o compromisso de não reincidência da parte dos encarregados de educação.

O ato teve a chancela do Governador de Quinará, Amadou Camará, autoridades locais e Gabinete Integrado das Nações Unidas para a Consolidação da Paz na Guiné-Bissau (UNIOGBIS), ficando a ação de sensibilização dos encarregados de educação sob coordenação em parceria com Organizações não-Governamentais (ONG).

No quadro do programa de Proteção da Criança que o UNICEF desenvolve na Guiné-Bissau juntamente com os interlocutores estatais e ONG, serão ainda reforçadas ações e mecanismos de prevenção e sensibilização contra o tráfico de crianças, bem como missões de seguimento no terreno.

Os indivíduos que transportavam as crianças e jovens numa carrinha alugada de matricula guineense e num todo-o-terreno sem identificação - três bissau-guineenses, outros tantos gambianos, um deles alegando cidadania britânica -, foram detidos. Seguindo os procedimentos legais, as autoridades locais accionaram os mecanismos de transferência do processo para o Ministério Público.

O UNICEF encetou diligências no próprio dia em que as viaturas foram intercetadas, em articulação com ONGs locais, Comité para a Prevenção de Tráfico de Crianças, Instituto da Mulher e Criança, e Guarda Nacional. No dia seguinte, uma equipa chegou a Buba para liderar as operações em parceria com a polícia local, Cruz Vermelha e ONGs parceiras, Juventude Islâmica, Rede de Ajuda (RA) e Divutec.

As crianças e jovens ficaram provisoriamente alojados nas instalações da UNIOBGIS em Buba, com alimentação e produtos higiénicos, nomeadamente, assegurados a partir de Bissau.


Este incidente foi denunciado em conferência de imprensa no dia 16, em que tomaram parte na mesa o representante do UNICEF para a Guiné-Bissau, Abubacar Sultan, a president do Instituto da Mulher e  Criança, Maria Inácia Mendes, e pelo Ministério do Interior o brigadiero-general Francisco Malan Djata (inspector-geral) e o major Mussa Indjai, o Ponto Focal para a Prevenção do Tráfico de Seres Humanos.